Perfume Lancôme La Nuit Trésor Eau de Parfum Feminino 50ML

Disponível desde 22 de Junho de 2018

Última listagem em 17 de Outubro de 2019

US$ 54,00
Preço em real R$ 230,58
Preço em guarani ₲ 341.820
Preço em peso argentino $ 3.618,00

* Os preços e a disponibilidade estão
sujeitos a alterações sem aviso prévio.

VER 1 OFERTA em 1 loja

Encontramos 1 oferta

HISTÓRICO DE PREÇOS (U$) Menores preços desse produto
DETALHES DO PRODUTO
MarcaLancôme
GêneroFeminino
ConcentraçãoEau de Parfum - EDP
Volume50ML
Família OlfativaFloral, Oriental
Notas de TopoPêra
Notas de CoraçãoOrquídea baunilha, Rosa negra
Notas de FundoPatchouli ou Oriza, Papiro, Incenso, Lichia, Pralinê
IntensidadeModerada / Alto
Tempo de FixaçãoLongo
OcasiãoNoite
SazonalidadeOutono, Inverno
Tipo de AplicaçãoSpray
Ano de Lançamento2015
PerfumistaChristophe Raynaud e Amandine Marie
INFORMAÇÕES DO PRODUTO

Como todas as grandes histórias de amor, La Nuit Trésor é a narrativa de um encontro inesperado entre duas nobres flores: a Rosa negra e a Orquídea Tahitensis. Tão diferentes e ao mesmo tempo tão harmoniosamente mescladas nesta nova assinatura, elas emergem como se tivessem sido feitas uma para a outra. As duas flores se unem em uma fragrância instantaneamente reconhecível com incrível difusão e fixação. Este encontro sem precedentes confere a La Nuit Trésor uma expressão de sensualidade, mistério e paixão.

Uma cativante Rosa Negra:
Eternamente o símbolo de Lancôme e de cada frasco de Trésor há 25 anos, esta rosa recebe um toque de preto, finamente esculpido, criando a essência da ultrafeminilidade e incorporando o amor absoluto através da graça de suas notas florais distintas e contemporâneas. A essência de Rosa de Damasco é eletrificada pela quintessência da rosa – o óxido de rosa – e seu coração pulsante oferece uma dimensão vertical vibrante, que em seguida é refrescada por um acorde de Lichia.

A composição viaja através de ondas místicas de Incenso Natural, transcendida pela profundidade do Patchuli, acariciada por resinas de benzoína e finalmente inflamada com Papiro.

As delícias inebriantes da baunilha ensolarada e irresistivelmente sensual:
A Baunilha da Orquídea Tahitensis, apelidada de o ouro negro da perfumaria pelos mestres da arte, é tão sensual quanto à pele banhada pelo sol. Rara e fascinante, ela expressa o reino enigmático e quase afrodisíaco da noite. Seu poder inebriante é amplificado ainda mais pelo irresistível Praline, com uma dose sem precedentes na perfumaria.

“Um tesouro olfativo capturado em um frasco semelhante a uma pedra preciosa”

A perfeita harmonia:
Criado no mais puro espírito da fina joalheria contemporânea, um frasco excepcional, feito por Lancôme. Finamente lapidado com um peso em vidro admiravelmente simétrico, seu formato único é inspirado no Trésor original de 1952, um diamante bruto lapidado em 75 facetas.

Como uma pedra preciosa radiante e cintilante, sua transparência revela toda a sedução de uma fragrância delicadamente tingida de rosa. Ele é coroado pelo adorno de uma rosa de cetim preto amarrado em torno de seu pescoço, ressaltando ainda mais o aspecto absolutamente sedutor deste tesouro da feminilidade.

Apresentada de forma sublime, a fragrância simplesmente irradia desejo. A elegância da quintessência francesa é revelada através de cada detalhe do frasco.

Uma União Criativa:
O Primeiro Perfume Gourmand Afrodisíaco criado por duas estrelas da perfumaria unidas por Lancôme:

- Christophe Raynaud, o mestre perfumista que adora ressaltar a complexidade das notas florais ao desfiá-las com elementos modernos.

- Amandine Marie, uma designer de perfumes que conquistou a sua reputação ao revisitar a mais
famosa das flores – a rosa – e que se distingue ao ressaltar as facetas mais sublimes das matérias-
primas para reinventá-las.

Complementares, estes dois talentos foram destinados a colidir. Juntos, eles conseguem transcender a riqueza olfativa de toda e qualquer matéria-prima nobre com uma habilidade incomparável. A dupla transformou o símbolo de Lancôme em uma misteriosa rosa negra, lapidada como um diamante bruto disposto em um estojo de orquídea selvagem, com toda a sua sensualidade de dar água na boca e com um toque de couro.

“Uma primorosa rosa negra banhada em um halo enigmático, iluminando todo o encantamento da noite,” explica Amandine Marie.

“Vestida em mistério e poder, construída pétala por pétala,” revela Christophe Raynaud.

Em harmonia, eles escreveram a mais viciante das histórias olfativas de amor.

fechar